Técnicas de SEO que aumentam o tráfego do seu site

Técnicas avançadas de SEO
Técnicas avançadas de SEO

O que é SEO

SEO sigla de search engine optimization ou otimização dos mecanismos de busca é um conjunto de técnicas de otimização que tem como objetivo alcançar bons rankings orgânicos, gerando tráfego e autoridade para sites, blogs, lojas virtuais e páginas na web em geral. O uso adequado das técnicas de SEO irá gerar mais audiência para o seu site e visibilidade no Google.

As técnicas de SEO, estão divididas em SEO Básico, composta por todas as técnicas utilizadas pelos web designers na criação de sites. Enquanto que as técnicas de SEO Avançado são normalmente oferecidas através de serviços de consultoria, por profissionais especializados.

[Baixe o nosso ebook: 20 Técnicas de SEO Avançado]

Princípios básicos de SEO

Uso do Google Analytics

O Google Analytics é uma ferramenta gratuita para análise de tráfego e audiência do Google que tem como função mensurar dados importantes, como quem são os visitantes do seu site, quais páginas eles acessam, de onde vieram, quanto tempo permanecem em cada página, qual é a taxa de rejeição do seu site, entre outros. Estas métricas irão favorecer o posicionamento do seu site nos buscadores. O Google somente vai privilegiar organicamente as páginas web que utilizam o Google Analytics.

Uso do Google Search Console

O Google Search Console é um serviço gratuito oferecido pelo Google que ajuda você a monitorar, manter e solucionar problemas. Você não precisa se inscrever no Search Console para ser incluído nos resultados da Pesquisa, todavia ele ajuda saber quais palavras-chave as pessoas estão usando para chegar até você e a entender a forma como o Google vê o seu site. O Search Console identifica a audiência do que foi buscado pelo Google, ou seja, o que foi visualizado no resultado da busca. 

Títulos H1 a H6
Títulos H1 a H6

Uso de HTTPS

O HTTP, sigla de Hypertext Transfer Protocol, é um protocolo que permite ao computador trocar informações com o servidor que hospeda o website. Quando o usuário digita o endereço (URL) de um website, ou clica em um hyperlink, o navegador cria uma solicitação HTTP na rede web e a envia ao endereço de IP, indicado pela URL, então o servidor recebe a requisição e envia os arquivos solicitados.

Porém, como o HTTP não é uma conexão segura, foi criado o HTTPS (Hypertext Transfer Protocol Secure) que insere uma camada de proteção na transmissão de dados entre o computador e o servidor. Esta camada é denominada SSL (Secure Sockets Layer) ou Camada de Segurança, uma tecnologia de segurança padrão que permite a comunicação criptografada entre um navegador da Internet e um servidor da rede web. O HTTPS é aquele cadeado que fica ao lado do endereço do site, indicando que o site é seguro. Além disso, o Google pune as páginas que não tem HTTPS.

Por exemplo: https://www.madoo.com.br/

Uso de palavras-chave

Palavras chave são as palavras que os usuários digitam nos mecanismos de busca quando querem pesquisar um tema, se informar sobre algo ou realizar uma compra. Conhecer as palavras chaves que o seu público alvo costuma digitar para utilizar no seu site, blog ou loja é fundamental para ser encontrado pelos motores de busca.

Foque apenas em uma palavra-chave principal por página. Por exemplo, utilize a palavra chave principal no título H1 e palavras chaves complementares em cada subtítulo H2. Para encontrar as palavras chaves para as páginas do seu site, você pode utilizar, por exemplo, o Ubbersuggest (https://neilpatel.com/br/ubersuggest/) e o Google Trends (https://trends.google.com.br/trends/).

H1 a H6 são tags HTML usadas para criar os títulos das páginas de um website, sendo H1 a tag com nível de importância mais alto e o H6 o mais baixo.

Uso de títulos com palavra chave

Crie um título de página no navegador que seja natural e que contenha a palavra-chave entre as três primeiras palavras do título. O título da página é uma informação muito importante, pois é ele que irá aparecer na busca. É indicado que ele tenha entre 65 e 70 caracteres.

Use apenas um título de conteúdo H1 por página ou por artigo, para não confundir o Google, lembrando que o título original de uma página e o título de um post são naturalmente H1. Procure utilizar a palavra chave principal da página no H1.

Pode ser utilizado mais de um subtítulo por página que normalmente são H2 e H3. O ideal é utilizar uma palavra-chave complementar em cada H2.

Uso de URL amigável (slug)

A URL amigável deve conter palavras simples, curtas e fáceis de localizar, sem caracteres estranhos, para ser entendida tanto pelos usuários quanto pelos mecanismos de busca, influenciando assim no SEO da página. Para criar uma URL amigável (slug):

  1. Utilize palavra-chave, letras minúsculas e hífens para separar as palavras.
  2. Evite utilizar subdomínios e palavras desnecessárias.
  3. Nunca utilize datas, acentos e caracteres especiais.
  4. Diga para os motores de busca ignorarem as URLs dinâmicas que apontam para o seu site.
  5. Identifique páginas otimizadas para mobile no sitemap.
  6. Diga aos motores de busca qual é o seu domínio e as páginas preferidas.
  7. Crie e faça o upload do seu favicon.
  8. Avise o Google as mudanças na sua URL.

Uso de Meta Description

Meta Description é um elemento HTML, dentro das Meta Tags, que fornece uma breve descrição do que os usuários da pesquisa encontrarão no site. A Meta Description deve resumir o conteúdo da página, para facilitar o entendimento do site, gerando interesse no usuário após a busca ter sido realizada.  Ela aparece logo abaixo da descrição do Google e não influencia no rankeamento, porém seu preenchimento é de grande importância para comunicar ao usuário o que se deseja informar. O WordPress possui plugins adequados para a edição da meta description.

Tratamento das imagens

O tamanho correto das imagens é muito importante para deixar o site mais rápido e não ser punido pelo Google. É aconselhável usar compressão para redimensionar e reduzir as imagens que estão com o tamanho acima do indicado. O WordPress possui plugins que tem esta função e são compatíveis com as técnicas de SEO. Também é recomendável renomear as imagens com nomes que facilitem sua busca pelos mecanismos do Google.

Criação de site responsivo

Um site responsivo é aquele aonde a experiência do usuário é agradável, independente do tamanho da tela, onde a disposição dos elementos e do conteúdo se adaptam de acordo com o dispositivo, seja em computador, notebook, tablet ou smartphone. O layout do site deve ser carregado sem erros, mantendo uma navegação simples. A responsividade foi criada principalmente para oferecer compatibilidade com os dispositivos móveis.

Pesquisas mostram que atualmente, mais de 60% das buscas são realizadas através de dispositivos móveis, sobretudo devido ao aumento das atividades online, como o e-commerce. Por isso, além de oferecer uma experiência agradável, a responsividade também é responsável pela melhoria no rankeamento do site nos mecanismos de busca. O Google atualizou o algoritmo de busca, melhorando muito o posicionamento dos sites que são responsivos.

Pesquise a sua audiência

Descobrir o que os usuários querem é fundamental para aprimorar o conteúdo das páginas e posts, bem como elaborar estratégias para atingir o público-alvo. Para estar conectado e receber feedback, utilize as redes sociais para se conectar com o seu público.

Com ajuda do Google Analytics, veja quais são as páginas mais populares, o número de visualizações e o tempo médio de visita no seu site. E por fim, observe quais posts tem mais compartilhamentos e leia os comentários dos posts. Ferramentas de Pesquisa: Google Analytics e Buzzsumo.

[Baixe o nosso ebook: 20 Técnicas de SEO Avançado]

TENHA SUCESSO!

Madoo Agência Digital