Fundamentos básicos de design na criação de sites

Fundamentos basicos de design
Fundamentos basicos de design

Elementos básicos do design

Os elementos básicos do design são a base para a criação de projetos que se propõe a apresentar uma experiência visual agradável para o usuário. Um bom design chama atenção do público e dá credibilidade à sua marca. Os elementos básicos do design são: o ponto, a linha, a forma, a textura, a cor, a escala, o espaço e o equilíbrio. Entenda o que significa e qual é a importância de cada um deles no processo de criação.

O Ponto

O ponto é o menor elemento visual e é caracterizado por sua forma, tamanho, cor e localização. É um elemento importante e muito utilizado em design para formar padrões e explorar a imaginação. O ponto simboliza o abstrato e tem um grande poder de atração visual. Dois pontos próximos podem dar um sentido de direção.

A linha

Um dos mais importantes elementos do design, a linha é a forma que conecta dois ou mais pontos, frequentemente presente em desenhos, ilustrações e texturas. Pode enfatizar um texto, dividir duas áreas ou até mesmo organizar o conteúdo. A linha pode ser traçada com diversas espessuras, cores, texturas e estilos. Ela estimula uma determinada ação e pode transmitir diversas ideias e conceitos. As retas, por exemplo, podem representar a organização, já a linha pontilhada remete à calma e a tranquilidade.

A forma

A forma é definida como qualquer área bidimensional com limites conhecidos. Pode ser orgânica (livre) ou geométrica (regular) e é usada para organizar ou separar os conteúdos. Pode também ser usada para criar ilustrações. Quando uma forma tem propriedade tridimensional ela se caracteriza como um objeto. Para criar o efeito tridimensional são utilizadas técnicas com luz, sombra e perspectiva. Algumas formas básicas podem utilizar técnicas para ter mais profundidade e dar a sensação de 3D.

A textura

A textura é a qualidade física e visual de uma superfície, assim como os objetos podem ser tridimensionais, as texturas podem parecer lisas ou ásperas, macias ou duras e geralmente são utilizadas como imagem de fundo, ressaltando o conteúdo principal. A textura lisa remete a um visual mais clean, enquanto que a áspera dá uma sensação de profundidade. A sombra também cria a ilusão de camadas e dá profundidade ao elemento. A textura é muito importante no processo de criação, pois causa um grande impacto, tanto positivo como negativo, por isso deve ser usada com moderação.

A cor

As cores tem um papel fundamental no design e consequentemente na criação de sites. Para muitos elas são os principais elementos do design. Tem o poder de causar emoções e percepções, por isso é muito importante entender a sensação que cada cor causa. Por exemplo, as cores quentes como o vermelho e o amarelo causam agitação e fome, ajudando a reforçar a mensagem de consumismo. Já as cores frias como o verde e o azul, trazem a sensação de tranquilidade, modernidade e tecnologia.

A escala

A escala define o tamanho dos elementos como logo, letras e imagens, com o objetivo de harmonizar e dar equilíbrio ao design. A escala deve ser utilizada com muita sabedoria para realçar os elementos que necessitam de destaque. A escala é muito utilizada em títulos e no tamanho das fontes do corpo do texto. 

O espaço

O espaço em branco é um considerado o bom elemento do design. Além de ser agradável aos olhos. o espaço em branco é uma área de respiro ou descanso, utilizado para valorizar e dar equilíbrio para os demais elementos. Eles também ajudam a guiar os usuários dentro do layout.

O equilíbrio

O equilíbrio pode ser definido com a distribuição adequada do peso visual. Pode ser afetado por elementos como cor, número, tamanho e espaços. Temos como exemplos de equilíbrio em um design: o desenho simétrico, o desenho assimétrico, a regra dos terços (grade 3×3), entre outros.

Princípios do design

Os quatro princípios básicos do design são proximidade, alinhamento, repetição e contraste. Esses quatro princípios, também são levados em consideração na criação de sites, blogs e lojas virtuais. Eles devem ser devidamente assimilados e aplicados para que nenhum elemento seja inserido de forma eventual. Cada elemento, deve ter uma conexão visual com os demais elementos.

Proximidade

A proximidade é uma técnica utilizada para agrupar e aproximar, de forma correta e harmônica, os elementos de uma seção da página relacionados entre si, criando um vínculo entre eles. Cada seção da página é considerada como sendo um agrupamento. Os itens relacionados são agrupados para que sejam reconhecidos como elementos do mesmo grupo. Para elementos não relacionados, devem ser utilizados os espaços ou respiros, desta forma as informações ficarão organizadas dentro da página.

Alinhamento

O alinhamento ajuda a organizar componentes similares, criando conexões visuais que permitem que o site tenha uma aparência profissional e organizada, através de uma estética unificada. Os três tipos de alinhamento mais comuns são: à esquerda, centralizado e a direita. Também pode ser aplicado o alinhamento justificado, porém é pouco utilizado, principalmente devido a responsividade. O alinhamento centralizado é mais adequado para dispositivos móveis com tela pequena, oferecendo mais conforto para a leitura.

Repetição

A repetição de elementos visuais no design gera consistência nos projetos, tornado a leitura mais agradável. Os elementos precisam se repetir para gerar unidade e acrescentar interesse visual. Os elementos em questão podem ser: fontes, cores, estilos de linhas e formas. Os elementos que dão consistência ao design fazem parte do mesmo. Por exemplo, uma forma interessante de criar repetição e consequentemente consistência passa pelo acréscimo de elementos específicos para esta função. Porém, evite repetir um elemento em excesso, para não tornar o design cansativo.

Contraste

O contraste é usado para atrair e fixar a atenção na composição ou para destacar algum objeto específico entre os demais. Pode também ser utilizado para organizar as informações, porém para haver contraste os elementos devem ser “realmente” diferentes no tamanho, na espessura, nas cores e na forma. Por exemplo, para contrastar uma linha fina, utilize uma linha mais grossa. Lembrando que, o texto sempre deve estar em destaque em relação ao fundo.

Textos e imagens

Classificação das fontes

As fontes podem ser classificadas como Serif (com serifa), Sans Serif (sem serifa), Script (simula a letra manual ou cursiva) ou Dingbat (símbolos no lugar das letras). A serifa é um pequeno traço ou espessamento que dá uma espécie de acabamento, em um ou em ambos os lados, nos terminais das letras, tanto de caixa-alta, como de caixa-baixa.

As fontes com serifa são as mais adequadas para texto impresso, pois provocam menor cansaço visual, enquanto que as sem serifa são mais utilizadas em títulos, nas chamadas e nos textos digitais. Caixa-alta é o conjunto de caracteres ou letras maiúsculas e caixa-baixa é o conjunto de caracteres ou letras minúsculas.

Formatos de imagens

São muitos os formatos de imagens! Cada um deles possui suas próprias características e são indicados para propósitos distintos:

JPEG – preferido pelos usuários da internet, pois permite alta taxa de compressão.

PNG – possui taxa de compressão menor que a do JPEG, possui suporte à fundo transparente.

GIF – formato mais antigo utilizado em imagens que não necessitam de alta qualidade.

BMP – conserva os detalhes do arquivo original, pois a imagem é formada pixel a pixel.

PDF – utilizado na digitalização de documentos com textos, gráficos e imagens.

PSD – formato gerado pelo Photoshop, permite exportar para JPEG e PNG.

TIFF – formato de alta qualidade de imagem, que utiliza compressão sem perdas.

RAW – formato sem perdas utilizados pelas câmeras digitais.

TENHA SUCESSO!

Se você gostou deste artigo, abaixe o nosso ebook

Fundamentos básicos de design na criação de sites

Madoo Agência Digital